Diário de Um Jardim

<<-@ ... As divagações filosóficas de uma rosa e seus amigos ... @->>

terça-feira, março 01, 2005

É Tempo de Crescer (Parte 1)

Eu queria evitar. Mas...como sair desta roda-viva que me leva para tão longe de mim, do meu eu que eu sempre fui?
Um broto. Inocente e sonhador. Isento de responsabilidades e do peso das escolhas (afinal, que escolha há para um brotinho a não ser ir em frente?). Era o que eu era, era o que eu ainda cismo em ser. Contudo...não, não! Não posso continuar fingindo que o tempo parou.
Esse lugar que ocupo no mundo espera pelas minhas realizações; o bem-estar do meu jardim depende dos meus sacrifícios. Porém é tudo grandioso demais! Quisera eu ser apenas um bebê-flor, um bebê-rosa para ouvir de uma voz doce e melodiosa que tudo ficará bem! E então eu poderia simplesmente me recolher dentro de mim e ser feliz por mim mesma, sem ferir e ser ferida, sem choros ou sofrimentos. Brincando de viver!

1 Comentários:

Blogger william disse...

Estou profundamente fragilizado com o tom delicado e intimista deste lugar.É, com muita satisfação,que lhes confesso minha tímida e arraigada vontade de fazer parte desta comunidade tão mergulhada no inovador universo das letras e entrelinhas .Gostaria outrossim que me fosse atribuída alguma função dentro deste interessante microclima...E um personagem também!Desde já, desejo a todos os frágeis habitantes: um bom dia!!!

4:54 PM  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial